• Transforma News

Há 30 anos, o R.E.M. chegava ao topo da parada britânica de álbuns com o clássico "Out Of Time"


Foto: Reprodução

Em 23 de março de 1991, o R.E.M. alcançava o primeiro lugar na parada britânica de álbuns com “Out Of Time”. O sétimo trabalho de estúdio da banda, lançado em 12 de março de 1991, transformou a carreira do grupo ao apresentar para o mundo músicas como a alegre “Shiny Happy People”, que contou com a participação de Kate Pierson, do B-52’s, e o grande clássico “Losing My Religion”.

Bem-sucedido comercialmente, o álbum ficou no topo das tabelas dos mais vendidos tanto dos Estados Unidos quanto do Reino Unido, passando 109 semanas na Billboard 200 onde alcançou o topo em duas oportunidades, além de emplacar as paradas britânicas por 137 semanas.

O sucesso do disco refletiu no Grammy, rendendo ao R.E.M. três prêmios, incluindo o de Melhor Álbum. O videoclipe de "Losing My Religion" foi um estouro na programação da MTV, rendendo à produção seis MTV Awards.

"Out Of Time" marcou a virada na história da banda, que neste trabalho utilizou uma nova abordagem em suas composições. O álbum vendeu mais de 18 milhões de cópias ao redor do mundo e transformou o R.E.M. em um fenômeno mundial.

Matéria: Kika Mesquita