• Transforma News

Há 45 anos, Bob Marley gravava, em Londres, a versão ao vivo de “No Woman, No Cry”


Em 17 de julho de 1975, Bob Marley & The Wailers fizeram o primeiro dos dois shows no The Lyceum, em Londres. As duas apresentações foram gravadas para o álbum “Live!” lançado em novembro, com o single 'No Woman, No Cry'.

"No Woman, No Cry" é a canção mais regravada e aclamada da história do reggae. Gravada em estúdio em 1974 por Bob Marley & The Wailers para o álbum “Natty Dread” , a versão que se tornou mais conhecida foi a gravada ao vivo em Londres e lançada no álbum Live! de 1975, tendo sido considerada a definitiva. É esta a versão incluída na compilação “Legend” da qual fazem parte os maiores sucessos do cantor.

A canção foi regravada por vários artistas, entre eles Rancid, NOFX, Boney M, Murder One, Joan Baez, Xavier Rudd, Jimmy Buffett, The Fugees, Sublime, Hugh Masekela e Gilberto Gil.

A elegância e simplicidade das canções de Marley, o movimento e convicção da sua voz, a alma e a resposta do público quando cantava a música ao vivo, fez de "No Woman, No Cry" uma experiência quase espiritual para muitos ouvintes, chegando a soar como uma oração.