• Transforma News

Há 54 anos, Jimi Hendrix ateava fogo em uma guitarra no palco pela primeira vez


Foto: Reprodução

Em 31 de março de 1967, Jimi Hendrix levava o público do Astoria Theatre, em Londres, à loucura, ao atear fogo em uma guitarra no palco pela primeira vez.

Era a estreia da turnê do The Walker Brothers que tinha Hendrix, Cat Stevens e Engelbert Humperdinck fazendo os shows de apoio. Apesar da fama do guitarrista, de destruir instrumentos durante suas apresentações, o público dificilmente esperaria um incidente tão “inflamado”.

Enquanto a banda apresentava sua nova música, "Fire", Hendrix jogou sua guitarra no chão do palco, e o empresário da banda, Chas Chandler, cobriu o instrumento com um líquido inflamável (que foi devidamente comprado na loja local por um roadie, mais cedo, naquele dia). Hendrix utilizou fósforos para atear fogo, até que a Stratocaster foi envolvida por chamas de um metro de comprimento.

No calor do momento, Hendrix não percebeu que havia queimado as mãos, e depois que o "incêndio" se extinguiu, ele completou a música usando outra guitarra. Após o show, ele foi ao hospital local para o tratamento de pequenas queimaduras.

Durante o resto da turnê, Hendrix adquiriu o hábito de tocar sua guitarra com os dentes e incendiá-la mais algumas vezes.

O jornalista de rock Keith Altham alimentou a cobertura da mídia sobre a jovem estrela. A queima de uma guitarra se tornaria a peça central de muitos shows do Hendrix Experience daquele ponto em diante, mais notavelmente em Monterey no final do ano, onde a façanha foi filmada e você pode conferir abaixo.

Em 2008, os restos carbonizados da Fender Stratocaster que foi acesa no show de Astoria foram leiloados, arrecadando mais de meio milhão de dólares.

Matéria: Kika Mesquita